Como podemos te ajudar?

Setembro Amarelo: As Faculdades Prominas abraçam essa causa

Setembro Amarelo: As Faculdades Prominas abraçam essa causa

O suicídio é a 4ª maior causa de morte entre os brasileiros de 15 a 29 anos.

Por Rodrigo Barbosa

Dia 10 de setembro é o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, pensando nisso, o Centro de Valorização da Vida -CVV , criou em 2015 o Setembro Amarelo, uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio no mundo.

Segundo uma pesquisa do Ministério da Saúde, entre 2007 e 2016, foram registrados 106,374 óbitos por suicídio no Brasil, sendo 60% por enforcamento – 18% por intoxicação exógena (intoxicação por substâncias químicas que prejudicam o organismo) – 10% por arma de fogo e 12% por outros meios. De acordo com a pesquisa, em média 11 mil pessoas tiram a própria vida, por ano. O suicídio é a 4ª maior causa de morte entre os brasileiros de 15 a 29 anos, sendo a 3ª maior causa entre homens e a 8ª entre as mulheres nessa faixa etária.

Carlos Alberto Siqueira Alexandre, psicólogo e professor das Faculdades Prominas, relatou a importância deste mês para a conscientização das pessoas.

“É uma das melhores ações que o ser humano deve realizar. Reunir-se com outras pessoas para juntos se conscientizarem sobre um fenômeno que diz respeito a saúde física e mental da sociedade é fundamental. O setembro amarelo é destinado à prevenção do suicídio, mas temos que entender que esse problema é um fenômeno construído ao longo da vida do indivíduo, não algo repentino”, disse.

Segundo Carlos Alberto, alguns comportamentos podem indicar que pessoas mais próximas precisam de ajuda. “Sempre quando a pessoa estiver com tristeza frequente, isolamento e embotamento é importante ficar atento. Sempre temos que estar abertos ao outro, ouvir e prover a conversa no sentido de ser aceito e, em casos extremos solicitar ajuda médica rapidamente”, frisou o psicólogo.

Nas Faculdades Prominas, o NAPP– Núcleo de Atendimento Psicopedagógico é referência em atendimento psicológico para docentes e alunos da instituição. Carlos Alberto, responsável pelo setor, destaca que o núcleo auxilia o acadêmico e colaboradores nas dificuldades. “Este núcleo tem como objetivo auxiliar os alunos com dificuldade de aprendizagem e de ordem psicológica. É um serviço gratuito e com controle para que todos possam participar”, destacou.

Você não está sozinho, procure ajuda!